fbpx
Escolha uma Página

Com o crescimento da indústria de energia solar, vários questionamentos são levantados, criando dúvidas entre as pessoas sobre essa tecnologia tão benéfica para o meio ambiente, e também para seu bolso.

A principal incerteza entre as pessoas que querem instalar sistemas solares em suas casas é a quantidade de energia gerada pela radiação solar, e isso é muito válido, pois ninguém quer ficar sem energia em casa, não é mesmo?

MAS FUNCIONA EM DIAS NUBLADOS?

No imaginário das pessoas mais leigas, quando está chovendo ou nublado não há geração de energia solar, mas não é o que acontece. Um sistema fotovoltaico continua produzindo energia elétrica mesmo em dias de céu encoberto. É claro que nesse caso a eficiência energética diminui em razão da cobertura de nuvens.

A produção diminui porque, os painéis utilizam apenas irradiação solar direta. Em dias nublados as nuvens a tornam difusa, ou seja, quando há aumento na quantidade de nuvens, a quantia de irradiação direta que serviria para alimentar o seu painel fotovoltaico sofre uma redução, consequentemente diminuindo a produção de energia solar em dias nublados.

VALE A PENA MESMO COM ESSA REDUÇÃO?

É possível se programar para compensar a baixa da produção nesses momentos. A empresa de painéis solares realiza cálculos para que os períodos ensolarados tenham produção maior, equilibrando as taxas. Como, no Brasil, os dias ensolarados prevalecem, apenas um leve incremento na produção de energia já cobre os dias de baixa devido aos fatores climáticos desfavoráveis.

Enfim, a energia solar é muito vantajosa, mesmo considerando os dias nublados. A empresa contratada para realizar a instalação dos painéis fotovoltaicos, seja em residências, seja em setores comerciais e empresariais, faz uma análise do período chuvoso da região e das interferências climáticas. Assim, ela consegue linearizar a produção anual, para que as metas sejam atingidas.

 

Economize até 95% na sua conta de luz, faça um orçamento: https://rudniksolucoes.com.br/contato/